Redes socias

Eletroencefalograma

Eletroencefalograma

EEG (ELETROENCEFALOGRAMA):

A exemplo do que ocorre no eletrocardiograma (ECG), o eletroencefalograma também faz uso de eletrodos para o seu procedimento. Se o primeiro cuida de observar o coração, o segundo investiga as atividades elétricas do cérebro. Por isso, neste caso, os eletrodos são colados ao couro cabeludo do paciente, e os dados obtidos vão direto para um computador, que apura a atividade cerebral naquele instante.

Em se tratando de exame ocupacional, sua função é, basicamente, diagnosticar se o trabalhador sofre de epilepsia. Daí a necessidade de um exame dessa natureza em pacientes que concorrem a vagas de motorista, maquinista, operadores de alguns tipos de máquinas, pilotos de avião, dentre outras.

Devido à responsabilidade que naturalmente recai sobre essas funções, o médico do trabalho recomenda a não-admissão do trabalhador com quadro de epilepsia nas seleções para esses cargos.

Os pacientes que se submeterem a um eletroencefalograma devem tomar alguns cuidados antes do exame. O primeiro deles é não consumir medicamentos e alimentos que alterem o funcionamento normal do cérebro – por exemplo, antidepressivos, antiepiléticos e bebidas alcoólicas em excesso – cerca de 48 horas antes do procedimento. Outra recomendação é evitar alimentos que apresentam cafeína, como café e chocolate, pelo menos 12 horas antes do exame.

Na hora do banho que precede a ida ao exame, é importante que o paciente troque o condicionador por um sabão de coco ou shampoo neutro, além de assegurar que os cabelos estejam completamente secos.